Entrevista: Yuri Lobato, It Girl

Captura de tela 2013-07-31 às 19.36.09

A banda It Girl foi formada no final de 2011, ganhou destaque na cena roqueira do Ceará, e neste final de semana é atração confirmada do Indie Sessions Music Festival (link indie sessions). Os meninos vêm trazendo na bagagem o seu novo trabalho, o EP Sub, lançado em Abril deste ano. Em conversa com Yuri Lobato Pequeno perguntamos um pouco mais das expectativas da banda para primeira apresentação na capital e sobre o trabalho deles.

Qual foi a ideia inicial da banda?

Bom, a banda surgiu pelo incomodo que a gente sentia em não passar nossas composições pra frente. Um dia resolvemos montar uma banda de rock mesmo, aí começou. Com o passar do tempo, nosso objetivo agora é viver totalmente disso!

Quais são as principais influências de vocês?

Poxa, muita coisa. Sempre estamos em constante mudança, alguns trabalhos tem influencias bem distintas. Mas pra falar de bandas, acho que posso citar: Pixies, Teenage Fanclub, The Vaccines, Weezer, The Strokes, Oasis, Ramones. Ultimamente, estamos ouvindo muito rock lá do sul…Jupiter Maçã, Frank Jorge. Fora outras coisas, que saem um pouco do ambito musical, filmes, livros, etc…

O cenário da musica independente no Nordeste tem aparecido mais recentemente na mídia nacional. Vocês tem sentido alguma diferença desde 2011 até agora?

Não sei se é porque eu comecei a acompanhar mais atentamente a cena a partir de 2011, que foi quando a It Girl nasceu, mas de fato vejo uma coisa mais interessante rolando. Muitas bandas boas surgindo a todo instante, fazendo as coisas acontecerem. Legal ver isso. Acho que essa curva ainda tem muito o que ascender!

 A banda prevê mais algum lançamento para este ano? Algum álbum completo?

Vamos lançar agora em Setembro o clipe de “Ride”! Para os próximos meses desse ano, teremos outro EP (gostamos desse formato) com uma pegada bem diferente de tudo que a gente já fez. O primeiro full album deve sair no primeiro semestre de 2014!

itgirl

Falando um pouco do EP Sub lançado em Abril. Como foi o processo de criação e gravação? Vocês sentem que foi um projeto melhor elaborado comparado aos outros ou cada um tem sua singularidade?

Acho que os trabalhos tendem sempre a evoluir. As músicas surgiram com bastante naturalidade. São 3 que compõem na It Girl, as vezes o mais difícil é escolher quais músicas vamos levar pra frente. O SUB teve um tempo maior de pré-produção. Fizemos tudo em um home-studio e isso deu uma liberdade na hora da gravação que foi muito importante. Sem dúvidas, é o melhor registro da It Girl. Até agora!

O que o público de João Pessoa pode esperar do show da It Girl?

Pode esperar um show de rock para não ficar parado! Músicas dos próximos trabalhos nunca antes tocadas em show! Vai ser uma onda!

Quais são as expectativas da banda para o primeiro show na cidade?

As melhores possíveis. O festival conta com várias bandas muito fodas. E só o fato de tocar para um público totalmente novo já nos anima bastante. Além do mais, ainda vamos passar antes em Mossoró, então vai ser tipo uma mini-tour. Creio que vai ser bem proveitoso!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s