Disco: High Flying Birds – Noel Gallagher

“O Oasis era uma banda de rock de estádio, então eu escrevia rocks de estádio. As músicas desse disco não iriam aparecer num álbum da banda”, esta afirmação veio do ex-OasisNoel Gallagher, em entrevista à revista Spin, quando comentou sobre as canções de seu disco solo, o “High Flying Birds“, lançado no último dia 17.

E o disco mostra o que Noel afirmou nessa entrevista, começa com a música “Everybody is on the Run” disponível para o público antes de Noel sair do Oasis, agora com um arranjo mais elaborado e sendo um ponto de partida perfeito para todo o resto do álbum. A música é suave e tem uma letra simples, mas que pode tocar na ferida de alguns broken-hearts.

A segunda faixa, “Dream on” tem violões animados, uma letra elaborada e um refrão que cola na cabeça. As mudanças musicais que Noel prometeu quando falava de seu disco não parecem ser tão fortes. O que acontece é que a essência do Oasis perdeu um pouco de rock. Agora o Noel parece estar mais focado no folk,  o que eu acho sensato, a voz dele fica sensacional em músicas mais acústicas.

Começando com um ritmo mais desacelerado e um título quase sugestivo, “If I Had a Gun...” surpreende, primeiro na letra “If I had a gun / I’d  shoot a hole into the sun / Love would burn the city down for you” (Se eu tivesse uma arma / Eu faria um buraco no sol / O amor iria queimar essa cidade por você) que tira a impressão ‘suicida’ do título, depois na confirmação que o Noel continua com a essência que passava no Oasis, sendo menos rock. Uma das músicas mais bonitas do disco.

Então, se você acompanhou as músicas que vazaram e o clipe que Noel lançou desse álbum, vai reconhecer a quarta música de cara. “The Death of You And Me” tem um ritmo incrível, com instrumentos que complementam a melodia e a deixam inteira, mesmo quando todos os instrumentos acústicos param, sininhos ressoam, mesmo quando a música acaba, vozes felizes continuam ininterrupas. Uma música rápida e que prende os ouvidos.

(I Wanna Live In A Dream In My) Record Machine” é a que tem um orquestrado mais bem elaborado e bonita de todo o “High Flying Birds”. Uma música que vai acrescentando elementos em sua duração e evolui de forma harmônica, apesar de tudo isso, não se destaca muito em comparação às outras músicas.

Já passando da metade do disco, chega a música que eu imagino uma multidão cantando  junta, “AKA… What a Life!“. A letra é simples e motivacional, a frase “What a life” se repete num ritmo dançante e ainda temos alguns “Woo-hoo” no fim, que me fazem pensar naquelas interações entre público e artista. É inevitável (pensar isso) e totalmente agradável.

Uma das músicas que possuem mais detalhes sonoros é a “Soldier Boys and Jesus Freaks“, que vai seguindo um ritmo massivo e contando uma história, mas quando está perto de chegar a ser irritante com as batidas que vão seguindo, o ritmo é quebrado. Animada e bem composta.

Broken Arrow” é tudo-aquilo-que-o-oasis-deveria-ter-feito-e-não-fez. Na parte instrumental é super simples, e é uma composição tão boa quanto todas as outras de Noel, mas tem uma batida nostálgica que lembra o Oasis e para os fãs da ex-banda (como eu) é uma música que passa a impressão: Por que não escutei algo assim nos últimos anos do Oasis?

O álbum já está na penultima música, “(Stranded on) The Wrong Beach” é a música que tem todos os elementos para virar single.  Evolui com uma batida dançante, com uma letra muito bem cantada. Acho que a voz do Noel se encaixa perfeitamente nessa música e flui.

Assim como o álbum flui, já está na ultima música. “Stop The Clocks” seria uma música do Oasis, mas definitivamente, se encaixa melhor no encerramento desse álbum. A versão não oficial já foi lançada há muito e você pode escutá-la na integra. Mas agora, com arranjo mais elaborado e calmo, a música mostra que o Noel está com um material incrível para apresentar em sua turnê.

Junto com o disco, o site oficial de Noel confirmou a volta de seu diário de turnê, que se intitulará  “Tales From The Middle Of Nowhere (Vol.2): Return Of The Dread-I“. A primeira versão desse diário, o Tales From The Middle Of Nowhere, ganhou em 2009 o prêmio de melhor blog pela NME.


Anúncios

6 respostas em “Disco: High Flying Birds – Noel Gallagher

    • Não só isso, repare no solo de guitarra, lembra e muito algumas partes do solo de Champagne Supernova.. é lógico, tem que ter ouvido afinado prá perceber isso, rsrsrs

  1. Pingback: Resumo da Semana « Atividade FM

  2. Pingback: Veja novo clipe do Noel Gallagher, “Dream On” « Atividade FM

  3. Pingback: Confirmado shows do Noel Gallagher no Rio de Janeiro e São Paulo, veja os valores dos ingressos | Atividade FM

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s